BNDigital

AO ENCONTRO DA COR

< Voltar para Dossiês

A Coleção

A partir da revisão da literatura e do cruzamento com a observação dos livros em suas edições originais, as obras que se apresentaram com maior relevância para a pesquisa foram as da coleção Livros Redigidos para a Mocidade Brasileira, ou Biblioteca para a Juventude, traduzidos por Carlos Jansen Müller (1829-1889), baseado nas edições alemãs de Franz Hoffman (1814-1882), publicados pela Editora Laemmert, entre os anos de 1882 e 1891, e reeditados entre anos de 1901 e 1909.

A experiência com a Biblioteca da Juventude foi marcante na memória do escritor Monteiro Lobato, na qual os citados livros se colocam como um referencial de inspiração e vivência literária. Como destaca Raffaini, esses eram “livros para morar”: “para as crianças, um livro é todo um mundo. Lembro-me como vivi dentro do Robinson Crusoé do Laemmert. Ainda acabo fazendo livros onde as nossas crianças possam morar. Não ler e jogar fora; sim morar, como morei no Robinson e nos Filhos do Capitão Grant”. (Lobato apud RAFFAINI, 2016, p.35)

Afora o aspecto literário, abordado por diversos autores, pretende-se aqui tratar das apresentações gráfica e material da Coleção, aspectos que se acrescentam como diferenciais qualitativos, especialmente pela presença de ilustrações coloridas: as cromos que acompanham o texto. Concebidos como livros didáticos, para ajudar a despertar o gosto pela leitura das crianças e dos adolescentes nas escolas, seu mérito surge especialmente pela configuração textual-imagética e pelo cuidado com a impressão, reapresentando um modelo já bem-sucedido internacionalmente. Nesse sentido, pretende-se aqui enfocar aspectos da Cultura Material do livro que codificam, em sua aparência e sua materialidade, informações subjacentes ao contexto histórico da sociedade e das tecnologias que o produziram.

Parceiros