BNDigital

Ai, ai, ai… cem anos o samba faz!

< Voltar para Exposições virtuais

Ai, ai, ai… cem anos o samba faz!

Uma homenagem da Biblioteca Nacional


O samba, ritmo musical de raízes africanas nascido no Brasil, símbolo de nossa tradição cultural, foi reconhecido pela UNESCO como Patrimônio da Humanidade em 2005. Seu centenário é comemorado em 27 de novembro de 2016, data em que Ernesto Joaquim Maria dos Santos, mais conhecido como Donga, registrou a partitura do samba carnavalesco Pelo Telephone no departamento de Direitos Autorais da Biblioteca Nacional. A composição é considerada o primeiro samba registrado e gravado assumidamente como tal.


Essa iniciativa pioneira entrou para a história da música popular brasileira, pois, ao registrar sua obra, Donga resguardava não apenas a autoria da canção, mas, sobretudo, definia os padrões do recém-criado ritmo. Numa época em que o samba era visto como “música barata, sem nenhum valor”, a partitura registrada tornou-se “certidão de nascimento”, oficializando-o e marcando a transição do maxixe para o samba.


Na Biblioteca Nacional é possível encontrar um vasto acervo que conta parte dessa história, desde a sua origem como dança de roda popular até seu reconhecimento como novo gênero musical. A presente mostra reúne uma pequena seleção de documentos sobre o tema, numa homenagem aos 100 anos do ritmo mais popular do país.