BNDigital

Doutor Ulysses: Senhor Brasil

< Voltar para Exposições virtuais

Frases de Ulysses


“Meu mestre e amigo Mário de Andrade tem razão: ‘pior que uma baioneta é uma baioneta falante’”.


“Minha paciência é tão infinita como a do povo brasileiro. Só se irrita com o bêbado e com o chato. O chato é o inimigo do gênero humano. (...) Governo chato é esse que aí está, a impaciência nacional chegou à exaustão”.


***


"O País é o território, a Nação é a história e a civilização, o povo é a Pátria. Não há Pátria sem a verdade, a justiça e a liberdade. A Pátria é o povo e o povo vencerá".


"Chegamos da Candelária, a Catedral da participação popular na cidadania, chegamos do Anhangabaú, o Vale do Povo, chegamos como maioria da Nação para dialogar. Não chegamos como proprietários da verdade, mas com a humildade de quem a busca, esteja ele onde estiver. Quem se dispõe a dialogar há de ter propostas".


"Vi o amarelo vestir de esperança o Brasil; vi a história brotar nas ruas e na garganta do povo; vi pela onipotência de voto direto a ressurreição da participação política e das pressões legítimas pelos preteridos e injustiçados".


***


“Renunciei a ser candidato a presidente da República perante a minha legenda, mas não renuncio à minha condição de cidadão (...). A História e a nação compreenderão o nosso exemplo (...), para restituir a dignidade, a alegria e a esperança ao povo brasileiro.


“A Nova República, com novos homens e novos compromissos, inaugura um novo tempo para a pátria renovada na esperança, na dignidade e na segurança da democracia e da justiça social”.


***


“Deixem o povo votar. Ainda que erre, acabará acertando. Mais importante do que dar o peixe, é ensinar a pescar, ensina o provérbio chinês. Pela receita não se sabe o gosto do pudim. É preciso prová-lo”.


***


“Adeus, Tancredo. Sem você, embora esmagados pela dor e pela separação, ficamos mais fortes e decididos na companhia de sua memória e de seu exemplo. (...) A homenagem sincera e consequente dos que o choram será impedir qualquer recuo na caminhada pelas instituições livres, que se consolidarão por meio da Assembleia Nacional Constituinte”.


***


“A Nação quer mudar. A Nação deve mudar. A Nação vai mudar. A Constituição pretende ser a voz, a letra, a vontade política da sociedade rumo à mudança. Que a promulgação seja nosso grito: – Mudar para vencer! Muda, Brasil!”


***


“Levantar-se depois de cair, ainda coberto de pó ou sujo de lama, isso é ser homem. Quem tomba e não mais se ergue não é digno da vitória”.


***


“Não se pode fazer política com o fígado, conservando o rancor e ressentimentos na geladeira. A pátria não é capanga de idiossincrasias pessoais. É indecoroso fazer política uterina, em benefício de filhos, irmãos e cunhados. O bom político costuma ser mau parente”.