BNDigital

Pernambuco 1817 – A Revolução

< Voltar para Exposições virtuais

Verbetes

 

A Bandeira


Proclamado o novo governo, uma nova bandeira se fez necessária em substituição à insígnia real. Inspirada na nacionalidade, foi projetada em azul e branco, tendo em baixo uma cruz vermelha, um sol cercado de um arco íris e, sobre esse, uma estrela. Outras duas estrelas foram acrescidas com a adesão da província da Paraíba e do Rio Grande do Norte. As três cores do arco íris representam a paz, a união e a amizade. O sol significa que os habitantes de Pernambuco são filhos do sol e a cruz alude ao nome de Santa Cruz dado ao Brasil. O desenho foi de autoria do pintor Antonio Aves e do padre João Ribeiro. O pavilhão republicano entrou na Baía de Guanabara a bordo de uma sumaca que trouxe preso o governador Caetano Pinto de Miranda Montenegro. No dia 2 de abril, ocorreu no Recife a cerimônia de bênção da bandeira na presença das tropas e das autoridades do Governo Provisório.


A Lei Orgânica


De autoria atribuída ao advogado Antônio Carlos Ribeiro de Andrada Machado e Silva, a Lei Orgânica resultou de um projeto constitucional elaborado pelos membros da Junta e do Conselho do Governo Provisório de nítida inspiração termidoriana. O objetivo era o de assegurar os poderes executivo e legislativo da Junta do Governo Provisório. O documento consta de 28 artigos e de um breve preâmbulo explicativo. Preserva o sistema municipal e o catolicismo. A liberdade de imprensa é prevista. A emancipação dos escravos deveria ser lenta e gradual. Inicialmente distribuído em cópias manuscritas, para sanção das câmaras municipais, passou por várias alterações. Foi publicado em 1824, por frei Caneca, no periódico typhis pernambucano, o que fez crer a alguns a autoria do carmelita.


O Preciso


Apresentado na reunião do Conselho do Governo Provisório no dia 10 de março pelo advogado José Luís de Mendonça, seu autor, o documento relata os acontecimentos ocorridos nos primeiros dias do novo governo revolucionário de Pernambuco. É realçado o regime colegiado em oposição ao despotismo monárquico. De acordo com a terminologia da tradição republicana, recorre ao termo "classe", em referência aos componentes da Junta Provisória. O Preciso foi a primeira publicação impressa feita pela oficina tipográfica de Pernambuco no dia 28 de março.


Bandeira Slide 11