França Brasil

Partenaires

Biblioteca Nacional do Brasil

A origem da Biblioteca Nacional remonta à Livraria que Dom José I, Rei de Portugal, mandou organizar em substituição à Real Biblioteca, destruída por um incêndio a 1° de novembro de 1755, durante o terremoto de Lisboa.

Em novembro de 1807, o Príncipe Regente Dom João, a Rainha Dona Maria I, toda a família real e grande parte da corte, diante da invasão de Portugal pelas tropas francesas, deixaram Lisboa com destino ao Brasil, trazendo consigo todo o acervo da Livraria Real, com cerca de 60.000 peças, entre livros, manuscritos, estampas, mapas, moedas e medalhas.

Em 29 de outubro de 1810 a Biblioteca Nacional foi estabelecida no Rio de Janeiro. Inicialmente a consulta era permitida apenas a estudiosos, mediante consentimento régio. Somente em 1814 seu acervo foi franqueado ao público em geral.

Em 12 de novembro 1822, o governo imperial determinou que fosse entregue à Biblioteca Imperial e Pública da Corte, nova denominação da Biblioteca Real, um exemplar de todas as obras, folhas periódicas e volantes que se imprimissem na Tipografia Nacional. Essa legislação foi-se aperfeiçoando até o Decreto de Contribuição Legal. Através da Lei do Depósito Legal para materiais impressos estabelecida através do Decreto n.1825 de dezembro de 1907, a Biblioteca Nacional coleta toda a produção intelectual nacional para preservação para gerações futuras. A família real retornou à Europa em 1821, deixando aqui a Biblioteca, que passou a ser propriedade do Império do Brasil após entendimentos diplomáticos que culminaram na Convenção Adicional ao Tratado de Paz e Amizade, celebrado entre Brasil e Portugal, a 29 de agosto de 1825.

Com um estilo eclético, no qual se misturam elementos neoclássicos e de art nouveau, a Biblioteca Nacional compõe atualmente, com o Museu Nacional de Belas Artes e o Teatro Municipal do Rio de Janeiro, um conjunto arquitetônico e cultural de inestimável valor na Praça da Cinelândia, centro da cidade.

A Biblioteca Nacional oferece visitas guiadas no seu prédio principal. Visitantes podem conhecer a história da Biblioteca, sua arquitetura, suas coleções e serviços. Pesquisadores no Brasil e no exterior podem obter informações e acessar as coleções da Biblioteca Nacional através do seu Web site http://www.bn.br . Através do site é possível também fazer um tour virtual pela Biblioteca.

Em 2006 foi criada a Biblioteca Nacional Digital (BNDigital) concebida de forma ampla como um ambiente onde estão integradas todas as coleções digitalizadas da Fundação Biblioteca Nacional.

AGRADECIMENTOS

La Bibliothèque nationale de France

Héritière de la première librairie royale fondée en 1368 par le roi Charles V, la Bibliothèque nationale de France s'est constamment enrichie au fil des siècles, notamment par le biais de dépôt légal créé dès 1537. Elle conserve aujourd'hui environ 31 millions de documents de toute nature : livres, manuscrits, estampes, photographies, affiches, cartes géographiques, partitions musicales, enregistrements sonores, vidéos et multimédia, sceaux, monnaies et antiques.

Gallica, sa bibliothèque numérique en ligne, propose depuis 1997 l'accès à plus de 75.000 documents imprimés et 80.000 images, mettant ainsi en valeur le patrimoine scientifique français. Plus d'un million de documents y sont consultés en ligne chaque mois.

Pour en savoir plus:

Connaître la BNF

Collections et Départements

Remerciements

Droits et conditions de reproduction