Lavagem do Bonfim

Lavagem do Bonfim

Lavagem do Bonfim

A lavagem das escadarias do Bonfim é considerada a segunda maior manifestação popular da Bahia. O ritual se repete todos os anos desde 1754, reunindo milhares de pessoas no Largo do Bonfim, bem em frente à igreja, no alto da Colina Sagrada.

A festa acontece na última quinta-feira antes do final do novenário e é marcada pela lavagem da escadaria e do adro da igreja por baianas vestidas a caráter, trazendo na cabeça água de cheiro, muito disputada entre os fiéis, para lavar o chão e flores para enfeitar o altar.

O festejo começa às 10 da manhã, quando os participantes se concentram em frente à Igreja da Nossa Senhora Conceição da Praia para dar início a uma caminhada de 8 quilômetros até a Igreja de Nosso Senhor do Bonfim. O cortejo é comandado por baianas com trajes típicos – turbantes, saias engomadas, braceletes e colares – que carregam vasos com água de cheiro. Atrás delas vem o bloco Filhos de Gandhi e uma multidão de fiéis. Todos se vestem de branco, que á a cor de Oxalá, o deus Yoruba sincretizado com Senhor do Bonfim.

Após a festa muitas pessoas se dirigem às barraquinhas espalhadas em torno da Igreja para saborear o típico acarajé baiano. É possível também comprar as tradicionais fitinhas do Senhor do Bonfim, que tem exatamente o mesmo comprimento do braço da imagem que está dentro da Igreja. Acredita-se que ao amarrá-la no pulso você deve fazer três pedidos que serão realizados quando a fitinha cair.