BNDigital

Império do Brasil | Viagem de D. Pedro II aos Estados Unidos em 1876 – Boston

04 out 2020

Artigo arquivado em Império do Brasil
e marcado com as tags 1876, Alexander Graham Bell, Biblioteca Nacional, Bombeiros, Boston, Dom Pedro II, Estados Unidos, EUA, James Cooley Fletcher, John Greenleaf Whittier, Massachusetts, Secretaria Especial de Cultura, Wendell Phillips

D. Pedro II esteve em Boston (Massachusetts) entre os dias 8 e 14 de junho de 1876.

Ele e sua comitiva ficaram hospedados no Revere House. Era considerado o hotel mais luxuoso de Boston. Foi projetado pelo arquiteto William Washburn (1808-1890); construído em 1847, foi destruído por um incêndio em 1912.

Em Boston D. Pedro visitou diversos monumentos, museus, teatros, escolas, bibliotecas, igrejas, o Arsenal de Marinha, o presídio, inúmeras instituições públicas e privadas. Também visitou cidades próximas.

Ele subiu os quase 300 degraus do Monumento Bunker Hill, de onde pôde ter uma vista panorâmica da cidade. É um obelisco de 67 metros de altura erigido em 1843 para comemorar a Batalha de Bunker Hill ocorrida em 1775.

O Imperador visitou o Instituto dos Surdos-Mudos, e ficou bastante interessado no sistema desenvolvido pela família do professor e inventor Alexander Graham Bell (1847-1922); alguns dias mais tarde D. Pedro reencontrou-o na Exposição Universal da Filadélfia (Centennial Exhibition), onde fez a famosa experiência com o telefone.

Aqui temos uma ilustração que foi publicada no periódico O Novo Mundo em maio de 1877, representando uma experiência que Graham Bell fez com o telefone entre duas cidades: ele falou em um aparelho no Liceu em Salem, e a mensagem foi ouvida por seu assistente Thomas Augustus Watson (1854-1934) em seu escritório em Boston, na presença de diversas testemunhas.

D. Pedro conheceu também o Corpo de Bombeiros e alguns sistemas de combate a incêndios. As imagens abaixo, publicadas no O Novo Mundo em fevereiro de 1873 e janeiro 1874, ilustram o trabalho dos bombeiros nos Estados Unidos na época.
http://memoria.bn.br/DocReader/122815/487?pesq=bombeiros
http://memoria.bn.br/DocReader/122815/673?pesq=boston

Na sessão do dia 14 de junho da Massachusetts Medical Society, à qual esteve presente, o Imperador foi eleito membro honorário. A MMS, fundada em 1781, é a associação médica mais antiga e de maior prestígio nos Estados Unidos; edita o New England Journal of Medicine desde 1812, que é a revista médica mais importante do mundo.

Encontrou-se com diversas personalidades em Boston, sendo também amigo de algumas delas, tais como: John Greenleaf Whittier (1807-1892), poeta e advogado a quem D. Pedro ofereceu a tradução que fez de seu poema “The Cry of a Lost Soul”; Wendell Phillips (1811-1884), advogado e abolicionista; James Cooley Fletcher, (1823-1901), pastor e missionário, que atuou no Brasil entre 1852 e 1869, e escreveu em 1857 a obra “Brazil and The Brazilians: portrayed in historical and descriptive sketches”.

Aqui um retrato de Fletcher (carte-de-visite em papel albuminado) feito no Rio de Janeiro pelo fotógrafo Joaquim Insley Pacheco.


O periódico O Novo Mundo, em janeiro de 1879, publicou um retrato e artigo sobre Fletcher.

(Seção de Iconografia)