BNDigital

Periódicos & Literatura

< Voltar para Dossiês

Consultorio da mulher

por Maria Ione Caser da Costa
Consultorio da mulher foi uma publicação quinzenal, lançada no Rio de Janeiro em 9 de junho de 1917. A responsável pela publicação foi Selda Potocka, profissional que cuidava da saúde e beleza das mulheres.

A redação de Consultório da mulher funcionava na rua Paissandu, número 111, sua residência*. O número avulso valia 300 réis, e “o producto do “Consultorio da Mulher” será destinado a construcção de um hospital modelo para crianças pobres”. Este aviso vinha em destaque em cada publicação, logo acima do título.

Com o título Carta aberta ás escriptoras brasileiras, Selda Potocka se apresenta e expõe suas intenções num extenso editorial.

Quem sou eu que vos escrevo? Uma mulher que pensa na mulher e que tem podido contemplar na Europa e nos Estados Unidos o bem immenso que o nosso sexo póde fazer. Tarde a mulher acordou para os grandes deveres sociaes, em que precisa de ser a collaboradora do homem. Só a religião tinha sabido aproveitar a bondade e a intellingencia femininas, para as grandes obras do Bem. [...]
Verificou-se que, para elevar e melhorar as mulheres, é preciso que a mulher se occupe da mulher. É preciso que Ella se torne educadora, professora, dirigente, conselheira, protectora de suas irmãs ignorantes e infelizes. O homem instrue, educa, protege o homem. A mulher deve instruir, educar e proteger a mulher. [...]
Tudo começa pequeno e tudo se desenvolve; e assim será com esta revista, se o quizerem as grandes brasileiras illuminar com o seu talento. Quizera ver unidas no empenho de alcançar um mesmo e nobre fim, collaborando na execução do mesmo programma, os nomes de D. Julia Lopes de Almeida, de D. Francisca Julia da Silva, de D. Albertina Bertha, de Chrysanthéme, de D. Gilka Machado, de Mlles. Rosalina Coelho Lisboa e Laurita de Lacerda, de tantas outras escriptoras, poetisas, artistas, professoras, que tão poderosamente podem contribuir para a redempção do nosso sexo! É o talento que governa o mundo e ás mulheres de talento é que compete a missão humanitária de guiar para os caminhos da felicidade as suas irmãs cegas e infelizes.

Não foram encontradas em nossas pesquisas qualquer menção a esta revista. Sob o mesmo título, Consultório da mulher, Selda Potocka, mantinha colunas na Revista da Semana, na Gazeta de Notícias e no Correio da Manhã (RJ). Nestes locais respondia inúmeras cartas que recebia, com dúvidas sobre os mais variados assuntos do universo feminino. Potocka escreveu também um livro editado pelo Centro Typographico Colonial, em Lisboa no ano de 1915. Este livro não existe no acervo da Biblioteca Nacional.

Na BN estão oito exemplares de Consultorio da mulher. O último é o número dez, publicado no dia primeiro de dezembro de 1917. Faltam na coleção os números sete e nove. Para consultar os exemplares é necessário se dirigir à Coordenadoria de Publicações Seriadas da BN pois ainda não estão digitalizados.

Deram suas colaborações nas páginas de Consultório da mulher com textos, contos ou folhetim, além de Selta Potocka: Eulalia, Felicidade Falcao, Ivelyn Potocka, Julia Lopes de Almeida, Kytta, Laideley, Lia Prado, Stella Soller, V. Campos e Violeta S. Os textos publicados são de mulheres, para mulheres, incentivando sua autoestima e colocando-as num lugar privilegiado.

* Conferir no Correio da manhã do dia 23/01/1916, na última coluna da página 2, seção que a sra Selda responde perguntas das leitoras, e assina dando seu endereço pessoal para correspondência:
http://memoria.bn.br/pdf/089842/per089842_1916_06177.pdf

Parceiros