BNDigital

Periódicos & Literatura

< Voltar para Dossiês

Revista do Rio Grande do Norte

por Maria Ione Caser da Costa
A Revista do Rio Grande do Norte foi lançada no alvorecer da república na então província do Rio Grande do Norte e impressa pela Editora A Empresa d’A República.

Logo abaixo do título, entre parêntesis a informação: “do Gremio Polymathico”. O Grêmio Polimático foi uma “Associação de estudos literários – fundadora e proprietária da Revista do Rio Grande do Norte”. De um modo geral, os escritores e amantes da literatura publicavam nos periódicos, e as associações literárias de então garantiam aos participantes a propagação de seus trabalhos, além de socializarem com os outros periódicos que circulavam à época, fazendo assim um intercâmbio entre eles.

O valor da assinatura anual era de 15$000 e a semestral valia 8$000. Toda correspondência deveria ser dirigida ao diretor da revista no endereço de sua redação que estava situada na Rua Dr. Barata, número 5, no bairro da Ribeira.

A coleção consultada através da Hemeroteca Digital da Biblioteca Nacional, é formada pelos números 2, 3 e 4 correspondentes respectivamente aos meses de agosto, setembro e outubro de 1899, um exemplar com numeração dupla, números 5/6 para os meses de novembro e dezembro daquele ano e outro com numeração tripla, 4/6 para os meses de março a junho de 1900. É possível então afirmar que a numeração da revista recomeçava a cada ano.

O número de páginas de cada exemplar diferenciava e muito dos outros periódicos da época. O primeiro da coleção tem 34 páginas, que foram aumentando a cada novo exemplar, tendo o último citado acima um total de 109 páginas. Não apresentou ilustrações. Apenas uma moldura decorativa envolvendo as informações das capas.

Os fundadores do Grêmio Polimático foram os jovens letrados Alberto Frederico de Albuquerque Maranhão (1872 – 1944), Antonio José de Melo e Souza (1867-1955) que utilizou o pseudônimo de Polycarpo Feitosa, Manoel Gomes de Medeiros Dantas (1867-1924), Pedro Avelino e Thomaz Gomes.
Outros intelectuais participaram na fundação da agremiação literária, produzindo também para a Revista do Rio Grande do Norte seus trabalhos poéticos e literários, como Augusto Tavares de Lira, Auta de Souza, Henrique Castriciano e Juvenal Lamartine dentre tantos outros. O Grêmio mantinha também sócios correspondentes: Alfredo de Carvalho em São Paulo, José de Berredo no Maranhão e José da Penha no Rio de Janeiro.

A seguir o soneto de Auta de Souza, “Obrigada”, dedicado a Nininha Andrade, publicado nas páginas da Revista do Rio Grande do Norte.


Obrigada!

......E tu rezas por mim... Como agradeço
Essa esmola gentil de teu carinho!
Como as torturas de minh’alma esqueço
Nessa tua oração, floco de arminho!

Eu te bemdigo, ó santa que estremeço,
Alma tão pura como a flor do linho...
É tua prece á magua que padeço
Aza de pomba defendendo o ninho...

Reza, creança! Junta as mãos nevadas...
E cerra as niveas palpebras amadas
Sobre os teus olhos, como um lindo veo...

Depois, nas azas de uma prece ardente,
Deixa cantar minh’alma, docemente,
Deixa subir meu coração ao Ceo!

Parceiros