BNDigital

Rede da Memória Virtual Brasileira

< Voltar para Dossiês

Música Erudita

Vasco Mariz



O Brasil pode orgulhar-se de haver produzido o maior compositor das Américas no século XIX – Carlos Gomes – e também o maior gênio musical do continente no século XX, Villa-Lobos.

No entanto, a partir dos anos 1960 o Brasil se fez notar e aplaudir no exterior mais pela música popular. Embora tenhamos hoje excelentes compositores clássicos, nenhum deles conseguiu o mesmo destaque internacional de Carlos Gomes e Villa Lobos, em suas respectivas épocas.

O curioso é que também no século XVIII o Brasil teve notável produção musical, das melhores nas Américas, embora ainda pouco conhecida fora do Brasil. A música em Minas Gerais e depois no Rio de Janeiro, até o regresso de D. João VI a Portugal em 1821, atravessou um período de extraordinária atividade no setor da música sacra. As cidades coloniais da Terra do Ouro, organizaram verdadeiros sindicatos de músicos, as irmandades, que atuavam intensamente nas numerosas igrejas da região e nas residências de ricos comerciantes da época. No último quartel do século XVIII havia mais de mil músicos em atividade em Minas Gerais. Dois grandes nomes ressaltam neste período: Emerico Lobo de Mesquita e José Maurício Nunes Garcia. Viajantes estrangeiros de passagem pelo Brasil elogiaram as atividades da Capela Real do Rio de Janeiro e as óperas encenadas no Teatro São João, como equivalentes em qualidade às suas melhores congêneres na Europa. Depois foi o silêncio, por falta absoluta de dinheiro após a Independência, até a Maioridade de D. Pedro II e o despontar de Carlos Gomes.

Hoje em dia oferecemos ao nosso público e ao mundo musical as obras de uma centenas de compositores que trilham com sucesso os caminhos das mais avançadas experiências musicais de vanguarda. Na entrada do século XXI, nossos músicos clássicos estão rigorosamente atualizados e informados de todas as novidades musicais que surgem na Europa e nos Estados Unidos e estão participando com êxito nos mais importantes festivais internacionais com as suas obras.